Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

A Rua e O Sobrevivente

A Rua e O Sobrevivente


Está de noite. A rua está deserta. Não há pássaros, nem morcegos, nem vagalumes, nem grilos, tampouco pessoas. Há um poste, que se situa a uma certa distância de mim. Ele está ligado. Só ele está ligado. E se ele não estivesse ligado, eu não estaria minimamente conseguindo me enxergar. Não consigo enxergar longe… De qualquer maneira, devo agradecer por conseguir me enxergar nessa rua tão sombria.
Alguém me disse que estaria comigo. Alguém disse que eu poderia confiar. Alguém fez por onde eu confiar. Porque fez mais do que falar. Alguém disse "eu vou te proteger nos meus braços". Onde ele está? Onde ele está? Onde ele está? Onde eu estou? Essa é a pergunta. Preocupei-me tanto com esse alguém, que terminei esquecendo de me fazer as questões. 
No fim, ele atirou em mim. Deixou-me para morrer. Morri? Não sei. Estou acordado? Talvez. Só sei que está de noite, e que estou em uma rua deserta. Não visualizo nada além de mim e o poste. Só o poste está aqui além de…

Últimas postagens

Surto Nacional

Os Dois Monstros

A "Redentora"

Mil e Um

Um Desvio No Texto

O que está acontecendo?

Abstinência...

Por onde andam as palavras?